Ilê de la Cité preserva igreja tão antiga quanto Notre Dame de Paris

Saint Julien Le Pauvre é um edifício religioso ‘escondido’ na Île de la Cité, separado por uma rua da Notre Dame de Paris.

Poucos sabem que essa pequena igreja, desde 1889 dedicada ao culto católico grego melquita, é tão antiga quanto a Notre Dame e que nela frequentaram o teólogo São Tomás de Aquino (1225-1274) e o escritor Dante Alighieri (1265-1321).

Erguida em 1160, sobre as ruínas de uma capela, datada do ano 507, Saint Julien Le Pauvre funcionou como ‘sala de aula’ da Universidade de Paris.

Hoje, é um local interessante para se visitar, não pela imponência, mas pela simplicidade e preservação ao longo dos séculos.

Curiosidade, a divisória em madeira decorada ao estilo bizantino e cheia de imagens, que separa o altar da nave, foi recuperada em 2012 sob os cuidados do marceneiro André Lévêque e da restauradora Isabelle Pitre.

Confeccionada em 1891, sua parte superior havia sido cortada nos anos 1950 por decisão interna, para melhorar a visibilidade no interior da igreja.

IMG_0634

A reconstituição da parte que faltava, com imagens de Jesus e dos apóstolos, informa o site especializado em religião, paris.catholique.fr, teria sido financiada por um dos herdeiros de George Bitar, o marceneiro responsável pela confecção da divisória. Na época, Bitar vivia em Damas, na Síria.