Um edifício que esbanja curvas, cores e imaginação criativa

No número 29 da Avenida Rapp, no sétimo arrondissement, pertinho da Torre Eiffel, está um dos exemplares mais exuberantes do movimento art nouveau na França, assinado pelo arquiteto Jules Lavirotte (1864-1929), em parceria com o ceramista Alexandre Bigot (1862-1927) e o escultor Jean-Baptiste Larrivé (1872-1928).

O Edifício Lavirotte, inaugurado em 1901, esbanja curvas, cores e imaginação criativa. Lembra o mestre catalão Antonio Gaudí (1852-1926), mas tem toque francês: em meio à decoração esculpida, com animais e vegetais, elementos humanos insinuam certa sensualidade, de acordo com os especialistas.

A obra de arte de seis andares, destinada à habitação e atualmente em restauro, é feita de pedra, estuque, arenito e cerâmica. Vale conferir!